, Bibliothings: Google adiciona manuscritos do Mar Morto à sua biblioteca digital
Bibliothings

Aqui você se informa sobre Biblioteconomia e Ciência da Informação.

Postagens recentes

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Google adiciona manuscritos do Mar Morto à sua biblioteca digital

O Google, em parceria com a Autoridade de Antiguidades de Israel, postou online cerca de 5 mil imagens dos antigos Manuscritos do Mar Morto.
Pedaços dos textos postados incluem uma das conhecidas cópias mais antigas do Livro do Deuteronômio, que contém os Dez Mandamentos. As imagens também incluem parte do Livro do Gênesis, que relata a criação do mundo. Para estas últimas imagens, o Google trabalhou com a Autoridade de Antiguidades de Israel para lançar a biblioteca digital “Leon Levy Dead Sea Scrolls”.
Estas imagens se juntam aos cinco manuscritos do Mar Morto que o Google já colocou na Internet. "Hoje, estamos ajudando a colocar mais estes antigos tesouros online", escreveu Eyal Miller, uma gerente de tecnologia do Google Israel, em um post de blog. "Os arquivos incluem textos de 2 mil anos de idade, lançando luz sobre o momento em que Jesus viveu e pregou, e sobre a história do judaísmo."

Os Manuscritos do Mar Morto, que são considerados de importância histórica e religiosa, são manuscritos bíblicos escritos há mais de 2 mil anos, em pergaminho e papiro. Eles incluem os primeiros exemplares sobreviventes de conhecidos documentos bíblicos. Há cerca de 970 textos que foram descobertos na costa noroeste do Mar Morto entre 1946 e 1956.

"Milhões de usuários e estudiosos podem descobrir e decifrar detalhes invisíveis a olho nu, em 1215 dpi de resolução", escreveu Miller. "O site mostra imagens infravermelhas e em cores que são iguais em qualidade para os próprios manuscritos. Há um banco de dados contendo informações para cerca de 900 dos manuscritos, assim como páginas de conteúdo interativo."


Fonte: WB.

Comente com o Facebook: